Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

riscos_e_rabiscos

.

.

Exijo Respeito!

Ainda não me tinha acontecido mas alguma vez seria a primeira. Nunca tinha apagado um comentário mas desta vez fi-lo.

 

Em primeiro lugar, quero relembrar que este blog é meu e foi criado para registar os meus estados de alma. Como tal, eu posso escrever o que me der na real gana, exprimindo as minhas opiniões e sentimentos. Por enquanto, ainda sou livre para poder dizer o que me apetecer num espaço que é meu!

 

Segundo, não aceito insultos venham de onde vierem. Muito menos de gente anónima. Não insulto ninguém e nem é essa a minha natureza. E não admito que ninguém me insulte. Afinal queremos ser moralistas e depois insultamos os outros? Por isso, nem vale a pena darem-se ao trabalho de fazer comentários aqui no meu blog. Já sabem que não obterão qualquer resposta e que o vosso comentário vai para o lixo.

 

Terceiro, são bem-vindos a este blog todos aqueles que quiserem vir criticar construtivamente e comentar os meus posts. Como sabem, pois é prática corrente, respondo-vos a todos. É o mínimo que posso fazer por quem dedica algum do seu tempo a ler-me. Todos aqueles que vierem com a intenção de insultar não são bem-vindos.

 

Quarto, as dificuldades económicas são uma realidade do meu dia-a-dia. E são bastantes! Dou muito valor a quem trabalha e condoo-me muito com as pessoas que ainda têm menos do que eu. Não menosprezo ninguém pois, na minha maneira de ver as coisas, somos todos iguais e fazemos todos falta uns aos outros.

Quem acompanha o meu blog já percebeu que eu sou assim e quem não acompanha, podia ao menos ter consultado alguns posts anteriores antes de lançar insultos gratuitos.

 

Quinto, detesto gentinha que leva os dias à boa vida, não trabalha, tem casa que foi dada de graça e um óptimo carro. Isto à conta dos meus descontos que me levam quase metade do meu parco ordenado. Pois eu se precisar de casa, mandam-me ir para debaixo da ponte, subsídio de desemprego não tenho direito porque trabalho com recibos verdes, de Julho até Setembro vivo do ar pois não tenho trabalho e nem sequer tenho subsídios de férias ou de Natal.

 

Por isso, deixo aqui um conselho, em vez de insultarem as pessoas gratuitamente, tentem conhecer um pouco a realidade de quem estão a ler o blog.  Se calhar iriam perceber certas coisas. Não leram? Temos pena! A vida trata de vos dar a lição! Bem hajam!

 

Este post foi escrito para aqueles a quem servir a carapuça!